10.01.2009

Café Carinho.

Só queria uma casquinha de noz para que nos coubesse o dizer desejoso de "Bom dia!", você sorrisse e não tremesse como planta perdida se debulhando em lágrimas em ombro vazio.
Você não está sozinho.
Nem eu.
10.jpg

6 comentários:

Hellen Bravo disse...

Posso dizer que de certa forma essas suas simples palavras me confortam!
Bom, você sabe, não preciso ficar explicando... Sendo assim, só o que preciso dizer é "muito obrigada!" =D

as viciadas disse...

=~~

você não está sozinha.
se servir uma amiga blogueira psicopata, tamo junto.
beijoones,L.

Maris Morgenstern disse...

hummm, noz no café...
tá ai um sabor diferente.
como sorrizos q nos fazem tremer e nossa vontade de nao tremer, q no fundo é a mais pura vontade de tremer pra sempre

Lella disse...

eu acho que o dar certo é mais incomodo do que o dar errado. porque quando uma coisa acaba bem, perfeitamente do jeito que voce queria, voce nao tem mais com o que se preocupar.. e as pessoas adoram o errado.. só pra ter mais o que fazer, até dar certo... e aí perde a graça e elas arranjam outro desafio.

Andarilho Descalço disse...

It's a lot easier when we get that very few things fit inside a nutshell as well as the nut itself.

Ludmilla disse...

Eu estou só, muito só aliás.. por isso vou tomar a bebida que me deixou em receita. beijo.