9.22.2008

Café Lazy Latte.

Larguei as tralhas, tirei os sapatos. Sem pensar, coloquei um disco qualquer.
Na cozinha, fiz café. A preguiça me pegou pela mão e disse: "Vá para a sala. Não precisa ficar esperando o café ficar pronto. Espere o cheiro chegar lá, então, você pode tomar teu café e fazer o que quiser. Agora, vá, deite e coloque as pernas para o ar.". Ela sempre teve um poder muito grande sobre as minhas decisões e sabia muito bem disso.
Obedecendo, deitei-me. Coloquei as mãos no rosto, só deixando o som entrar na cabeça, como se aquilo renovasse o meu restinho de mente. Realmente, funciona tal como um lencinho umidecido no bumbum da alma.
Embalei na escuridão das mãos e, mesmo depois de baixá-las, mantive os olhos fechados. Cada notinha musical tomou um utensílio doméstico de limpeza. A dó era o aspirador de pó, a ré era o sapólio, a mi era o espanador, a fá era a vassoura, a sol era o rodo, a lá era o detergente e a si era o paninho. Lavaram tudo, cada cantinho, cada fresta, até o canto da atenção. E eu deixei, sem hesitar.
Depois disso, elas pegaram cada parte dos meus problemas e começaram a dançar num requebrado bacana. Eles foram se entregando, se entregando e se transformando em outras notas, muito loucas. No fim, tudo isso se transformou em um monte de cor, que às vezes inclinavam-se pra um todo branco e um todo preto.
Faixa 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12... acabou!
Como num soluço, eu abri os olhos. Sentei-me e balancei a cabeça para que eu conseguisse fazer com que meu cérebro desse coordenação para o restante do corpo. Quando me levantei, a preguiça insistiu: "Mas, calma, poxa vida! Espere mais um pouco! Deita, levanta a perna pro ar, depois você vai ver seu café!".

Meu café secou.

10.jpg

4 comentários:

vanessa disse...

Que surto de originalidade!
Duvido vc escrever sobre cappuccinos.

Isabelle D'avila disse...

Que proza poetica! É uma leveza que entre as notas quer se libertar!

Danex Fabuleux disse...

cafezinhos musicais bem romanticos esses...


acabou!

Isabelle D'avila disse...

CADÊ VC MINHA FULANA MALUCA!???
SINTO FALTA DA SUA XÍCARA DE CAFÉ AQUI E LÁ NO PIA SUJA!
SAI DESSE BULE!